1. Skip to Menu
  2. Skip to Content
  3. Skip to Footer>
Quinta, 14 de Dezembro de 2017

Colunistas

Construímos essa seção com o propósito de estimular o debate sobre as artes circenses. Para isso, convidamos pessoas e entidades dos mais diferentes lugares geográficos e da produção cultural do Brasil e América Latina, para escreverem sobre tudo o que envolve circo e circenses. Será uma diversidade de temas que abrangerão políticas públicas, análises, críticas, relatos, experiências, poesias, contos, pesquisas, e como encontramos nas propagandas circenses do século XIX – etc., etc. e etc.

 

 


 

Os artigos publicados por cada colunista é de inteira responsabilidade dos mesmos e não expressam necessariamente a opinião do site.


 

(+) todos os artigos deste colunista

(+) todos os artigos deste colunista

(+) todos os artigos deste colunista

  (+) todos os artigos deste colunista

blog: trupearlequin.blogspot.com    (+) todos os artigos deste colunista

alexandrecartianu   Alexandre Cartianu Campinas/SP
Publicitário, pesquisador, escritor, ator e diretor fundador do grupo Troupe Per Tutti de Comédia Clássica.
Blog: alexandrecartianu.blogspot.com. (+) todos os artigos deste colunista
     
alice_pq   Alice Viveiros de Castro Rio Claro/RJ
Atriz, diretora de teatro, especialista em circo – se autodefinindo como acrobata mental. De acordo com sua apresentação, foi também: vedete de teatro de revista com Luiz Mendonça, contra-mestra do Pastoril, comediante de televisão. Abraçou o circo em 1979 quando conheceu Gugu Olimecha, Oscar Polydoro e Labanca. Autora do livro: O Elogio da Bobagem - palhaços no Brasil e no mundo - seu blog: acrobatasmentais.blogspot.com. (+) todos os artigos deste colunista
     
cecilia viegas   Cecília Viegas Guapimirim/RJ
Carioca, formou-se em ballet clássico na Escola Estadual Maria Olenewa em 1999 e trabalhou em diversos ballets com o corpo de baile do Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Decidiu dedicar-se por um tempo à vida acadêmica, formando-se em biologia com ênfase em educação. Servidora Federal concursada, começou a treinar acrobacias aéreas por hobbie em 2008 mas aproveitou a estética da dança e a paixão por educação para se profissionalizar nesta arte. Em 2010 mudou-se para Guapimirim onde criou um grupo amador de circo e o projeto Flutuarte Social. 
     
Cesar_marques_home  

Antonio César Marques Salvador/BA
Arte Educador, facilitador de metodologias de jogos e simulações em dinâmicas de grupos, autor de textos teatrais e livro de poesia e poemas circenses, diretor artístico da companhia de jovens Griôts, Secretario Executivo da ong Se Essa Rua Fosse Minha.

Foto: Amora Marques
www.seessarua.org.br.   (+) todos os artigos deste colunista

     
asmarias_g   As Marias da Graça Rio de Janeiro/RJ
As Marias da Graça, é um grupo de 4 mulheres: Geni Viegas, Karla Concá, Samantha Anciães e  Vera Ribeiro, que trabalham o riso e escolheram a arte da/o palhaça/o para expressar o cotidiano feminino. Em 2003 fundaram As Marias da Graça Associação de Mulheres Palhaças.www.asmariasdagraca.com.brwww.essemontedemulherpalhaca.com.br
 (+) todos os artigos deste colunista
     
seibel_colunista   Beatriz Seibel Buenos Aires - Argentina
Beatriz Seibel Investigadora independiente de historia del teatro, directora y autora teatral. Entre sus libros publicados están Historia del teatro argentino II -1930-1956: Crisis y cambios, Historia del teatro argentino desde los orígenes hasta 1930, Antología de Obras de teatro argentino desde los orígenes a la actualidad -Tomos 1 al 7, Historia del circo. Ha recibido diversos premios, publicado más de 230 artículos en el país y en el exterior, participado en más de 70 congresos y festivales en Argentina, Latinoamérica, EE.UU. y Europa, actuado como jurado, realizado trabajos de investigación para organismos nacionales y extranjeros, videos y exposiciones, ha dictado cátedras universitarias y terciarias, y dirigido más de 20 puestas en escena, la mayor parte de su autoría.
     
Circo_de_teatro_Tubinho   Circo de Teatro Tubinho 
O Circo de Teatro Tubinho foi criado em 1959, por Juve Garcia, encerrando suas atividades em 1978, em Curitiba. No ano de 2001, Pereira França Neto, sobrinho de Juve, reergueu a lona e colocou novamente os Pereira na estrada. Contando hoje com mais de 90 peças do repertorio tradicional de circo de teatro (ou teatro de circo), esta família leva ao palco de sua lona o circo-teatro feito em sua essência, com dramalhões, dramas, tragédias, melodramas, comédias, chanchadas e infantis. www.tubinho.com.br
     
claudiobarria   Claudio Barría Mancilla Rio de Janeiro/RJ
Representante do Circo Social no Colegiado Setorial de Circo/CNPC, é parte da ONG Se Essa Rua fosse Minha, Professor da FFP/UERJ e doutorando em Educação pela Universidade federal Fluminense. www.seessarua.org.br, clau.barria@seessarua.org.br Skype: claubarria.
(+) todos os artigos deste colunista
     
diana_pq   Diana RutkusBuenos Aires - Argentina
Nací en 1964. Hija de madre equilibrista y trapecista y de padredomador de leones y baterista, entre otras cosas. Mientras mis padresestaban en actividad en el circo, vivimos de forma trashumante hasta 1969, momento en que deciden abandonar la actividad y establecerse en Plátanos, Berazategui, (Buenos Aires, Argentina) donde aún residen.
blog: familiasdecirco.blogspot.com
(+) todos os artigos deste colunista
     
diegobaffi   Diego Baffi Campinas/SP
Ator-palhaço desde 2001. Atualmente dedica-se ao estudo da técnica do Palhaço Itinerante, pesquisa que deu origem à dissertação "Olha o Palhaço no Meio da Rua!: O Palhaço Itinerante e o Espaço Público como Território de Jogo Poético", concluída em 2009 na Universidade Estadual de Campinas, São Paulo. Quando em uso de seu nariz vermelho atende pelo nome de Felisberto.
     
dio3   Diocélio Barbosa João Pessoa/PB
Diocélio Barbosa iniciou sua carreira artística no ano de 2000. Possui experiência na área de artes como ator, palhaço, diretor, arte-educador, gestor e produtor cultural. É graduado em licenciatura em Educação Artística com habilitação em Artes Cênicas pela UFPB e Especialista em Gestão e Produção Cultural pela UFCG com estudo em Marketing Cultural. Atualmente é coordenador de Circo do Estado da Paraíba. Participou como bolsista de importantes projetos de extensão e pesquisa na aérea circense pela UFPB como “O Circo na Escola” pelo Probex e “Dramaturgia Circense” pelo CNPq. Palhaço por convicção, já se apresentou em diversos festivais pelo Brasil e participou de mais de 15 encontros com palhaços renomados através de oficinas de formação na arte da palhaçaria.
 
     
dl-head   Donald CarampaMadrid/Espanha
Artista/bufón neoyorquino, es co fundador de la Asociación de Malabaristas, y actualmente es Director de su proyecto la Escuela de Circo Carampa en Madrid, España desde su creación en 1994.  Es miembro de la junta directiva de la Federación Europea de Escuelas de Circo (FEDEC) donde ejerce como vicepresidente desde 2004.
Lleva mas de treinta años viajando como artista bajo el nombre de "Malo, el Malísimo", y ha participado en incontables festivales de Malabaristas, Magos, Clown, Teatro de Calle y Café Teatro por todo el mundo.  Colabora cuando el tiempo permite, con el ONG Payasos Sin Fronteras.
Ha realizado numerosos cursillos sobre el arte del payaso, de los malabares, sobre la magia y sobre el teatro de calle, y es el autor del primer libro sobre los malabares en lengua castellana, Agachaté y vuelvete a Agachar, asi como de docenas de artículos sobre sus artes.  Es el traductor al inglés de las obras mágicas de tan destacados magos como Juan Tamariz, Rene Lavand y Juan Mayoral.  En el curso de los años, ha organizado numerosos encuentros de malabaristas, festivales de circo, magia, y teatro de calle. Reside en España desde el año 1981.
(+) todos os artigos deste colunista
     
elaine-frere   Elaine Frere São Paulo/SP
Atriz, Artista Circense, Escritora e Arte Educadora. Formada em Artes Cênicas pela Universidade São Judas Tadeu.
Esteve em treinamento no Circo Escola Picadeiro de 1989 a 1994, desenvolvendo diversas modalidades artisticas, em especial o Trapézio em Balanço sob a batuta do Mestre Maranhão. Atualmente é Diretora Artistica da Autojabô's - Cia. das Belas Artes.
Autora do livro O vento veio brincar no trapézio.
(+) todos os artigos deste colunista
     
Emerson_2   Emerson Elias Merhy Campinas/SP
Médico sanitarista, professor da UFRJ, trabalha com coletivos e os governos de si, militante de movimentos sociais na aposta de que a vida de qualquer um vale a pena. 
 
     
erminia_pq   Erminia Silva Campinas/SP
Filha de Barry Charles Silva e Eduvirges P. Silva, quarta geração circense no Brasil, graduou-se em História na Universidade Estadual de Campinas, em 1994. A partir de então teve possibilidade de dar continuidade e consolidar sua trajetória de estudos e pesquisas sobre as histórias do circo e circenses no Brasil. Defendeu a dissertação de mestrado sob o título O Circo: sua arte e seus saberes, em 1996, que se tarnsformou no  livro Respeitável público... o circo em cena,lançado em dezembro de 2009 pela Edições Funarte.Defendeu tese de doutorado em 2003, publicado pela Editora Altana em 2007, sob o título Circo-teatro: Benjamim de Oliveira e a teatralidade circense no Brasil. Ambos os livros estão disponíveis no site da Funarte - Edições Online para download: http://www.funarte.gov.br/edicoes-on-line/
 (+) todos os artigos deste colunista
     
fabio-dalgallo   Fabio Dal Gallo Salvador/BA
Doutor em Artes Cênicas PPGAC- UFBA (2009) e Mestre em Ciências Sociais (2005) pela Alma Mater  Studiorum Universidade de Bolonha. (+) todos os artigos deste colunista
     
fabiodias   Fábio Dias São Paulo/SP
Fábio Dias, ou Fabu, é Arte Educador Circense do projeto Casa de Cultura e Cidadania, patrocinado pela AES Brasil e Vale. É formado em Pedagogia pela Universidade Federal de São Carlos e pós graduando em Arte Educação. Desenvolve estudos na área da arte educação circense, arte educação especial e formação de educadores.
Foi um dos idealizadores do Intercircu, ministra diversos cursos e workshops na área da Arte Educação Circense, para saber mais visite www.fabudias.com.br
     
Foto_-_Fernanda_Vilela_edit_II   Fernanda B. Vilela São Paulo/SP
Quando criança fez parte do Grupo Acrobático Julius, o que a fez se interessar pelo circo. Mais tarde passou pelas aulas da Nau de Ícaros e do Galpão do Circo até integrar o grupo Acrobático Fratelli como acrobata de solo e de mão-à-mão. Em 2006 decidiu passar para os bastidores e foi espionar para os lados da França. Hojé é graduada na Sorbonne-Nouvelle em Mediação Cultural, e sua formção é completada com um Mestrado de Cooperação Artística Internacional na Paris VIII – Vincennes-Saint-Denis. Seu projeto presente é o de aproximar França e Brasil através do circo, e de compartilhar o que pôde observar em terras francesas.
     
fernandavidigal   Festival Mundial de CircoBelo Horizonte/MG
Fernanda Vidigal. O Festival Mundial de Circo completa dez anos de atividades em 2010. Em cinco edições bienais – 2001, 2003, 2005, 2007 e 2009 e ainda em quatro edições especiais realizadas em 2002, 2004, 2006 e 2008, o festival contou com a participação de escolas, pesquisadores, artistas e grupos de diversos países e de todas as partes do Brasil.www.festivalmundialdecirco.com.br
(+) todos os artigos deste colunista
     
foto_edit_GB   Gustavo Bernstein Buenos Aires/AR
Gustavo Bernstein nació en Buenos Aires en 1966.
Graduado por la Facultad de Arquitectura y Urbanismo de la Universidad de Buenos Aires (UBA), ejerce la profesión de arquitecto paralelamente a la actividad literaria y cinematográfica.
En el ámbito de la filmografía se ha desempeñado como guionista y director en Sudacas (1997) y su guión “Voyeur” fue seleccionado para la antología Diez relatos cinematográficos (Biblos, 1998)
Ha incursionado en diversos géneros literarios: Maradona, iconografía de la patria (ensayo, Biblos, 1997),Sarrasani, entre la fábula y la epopeya (crónica, Biblos, 2000),  La patria peregrina (relatos de viaje, Emecé, 2001) y Ejercicios de fe (Poemas, Alción, 2003).
Fue galardonado por el Fondo Nacional de las Artes por su ensayo El rostro de Cristo en el cine.
Como periodista, ha colaborado en las secciones culturales de los diarios La Nación, Página/12, Ámbito Financiero y La Gaceta, y con las revistas Nueva y Letra Internacional.
 
Gustavo Bernstein nació en Buenos Aires en 1966.Graduado por la Facultad de Arquitectura y Urbanismo de la Universidad de Buenos Aires (UBA), ejerce la profesión de arquitecto paralelamente a la actividad literaria y cinematográfica.En el ámbito de la filmografía se ha desempeñado como guionista y director en Sudacas (1997) y su guión “Voyeur” fue seleccionado para la antología Diez relatos cinematográficos (Biblos, 1998)Ha incursionado en diversos géneros literarios: Maradona, iconografía de la patria (ensayo, Biblos, 1997),Sarrasani, entre la fábula y la epopeya (crónica, Biblos, 2000),  La patria peregrina (relatos de viaje, Emecé, 2001) y Ejercicios de fe (Poemas, Alción, 2003).Fue galardonado por el Fondo Nacional de las Artes por su ensayo El rostro de Cristo en el cine.Como periodista, ha colaborado en las secciones culturales de los diarios La Nación, Página/12, Ámbito Financiero y La Gaceta, y con las revistas Nueva y Letra Internacional.
     
circus   Grupo de pesquisa CIRCUS - FEF - UNICAMP  Campinas/SP
Formado em fevereiro de 2006 e certificado pela UNICAMP junto ao CNPQ, o Grupo CIRCUS vem realizando na FEF-UNICAMP estudos, pesquisas, projetos de extensão universitária, eventos, projetos de iniciação científica, orientações de mestrado e doutorado relacionados com as atividades circenses e suas relações com a Educação Física. Este coletivo também apoiou eventos externos, consultorias a cursos, eventos e pesquisas, além de dar suporte aos fabricantes de materiais circenses e projetos socioculturais neste setor. http://www.fef.unicamp.br/fef/posgraduacao/gruposdepesquisa/circus/apresentacao
(+) todos os artigos deste colunista
     
logo   Grupo Trampolim Belo Horizonte/MG
Fundado em 1994, o Grupo Trampulim dedica-se ao estudo do Palhaço e suas diversas técnicas. Além das realizações artísticas, desenvolve seu trabalho pedagógico com oficinas e eventos de fomento à cultura do circo e do palhaço. É composto por Adriana Morales, Milagros Vázquez, Poliana Tuchia, Rafael Protzner e Tiago Mafra.
(+) todos os artigos deste colunista
     
heitor_pq   Heyttor Barsalini Ubatuba/SP
Ator e diretor teatral, especializado em comédia. Co-autor, com Isiely Aires, do livro "Comédias de Circo-Teatro" - Ottoni Editora. Dirige a Cia. Os Abençoados por Cunhambebe (Ubatuba) e alguns espetáculos da Cia. Nós Mesmos (Itu). www.humorcaipira.com.br
(+) todos os artigos deste colunista
     
izabel_pq   Izabel Gurgel Fortaleza/CE
coluna Mundos Misturados
Jornalista, dirige o Theatro José de Alencar, em Fortaleza, junto com Silêda Franklin desde março de 2007.
izabelgurgel@uol.com.br
(+) todos os artigos deste colunista
     
Jesus Jara   Jesús Jara Valencia/Espanha
Formador, payaso y teatrero, director de la Escuela de Payasos los hijos de Augusto en Valencia (España), imparte cursos y clownferencias desde 1983 por España, Bélgica, Portugal, Argentina, Colombia y Chile.
www.jesusjaraclown.com y www.escueladepayasosloshijosdeaugusto.es
(+) todos os artigos deste colunista
     
joana_pq   Joana Henning Brasilia/DF
Artista Circense e Produtora Cultural. Presidiu o Fórum de Circo do DF e Entorno de 2004 a 2009, Delegou Brasília na Conferência Nacional de Cultura, Presidiu por 06 anos o Movimento Rua do Circo, projeto de atuação sócio – cultural, integrante da Rede Circo do Mundo Brasil, atualmente Diretora de Relações Institucionais da Ossos do Ofício – Confraria das Artes -DF e do ODNUM – Mundo Ao Contrário - RJ. (+) todos os artigos deste colunista
     
joseroberto   José Roberto Pereira Pará de Minas/MG
Licenciado em Letras pela Faculdade de Pará de Minas, professor, ator, diretor teatral e dramaturgo. É colunista semanal do Jornal Diário de Pará de Minas e autor dos livros infanto-juvenis As Aventuras da Formiguinha Tonhonhõe – Mazza Edições e A Joaninha e a Margarida - Mosaico Negócios Editoriais e co-autor do livro Pará de Minas, meu amor – 150 anos de história e estórias. Já realizou trabalhos na televisão e no cinema. Atualmente é também diretor do Departamento de Ação e Difusão Cultural de Pará de Minas. (+) todos os artigos deste colunista
     
rui   José Rui Moraes Raiol Regiao Norte
Presidente da Rede Picadeiro Social, Vice-Presidente do Instituto Amapaense de Arte-Cidadania. Artista Circense. Proprietário do Circo Dralion e Representante da Camara Setorial de Circo da Região Norte.
(+) todos os artigos deste colunista
     
juliorevolledo   Julio Alberto Revolledo Cárdenas México
Historiador e membro da quinta geração de uma proeminente família mexicana de circo: Los Hermanos Suárez. Graduado em 1982 pela Faculdade de Ciências Políticas e Sociais da UNAM, especializado em Relações Internacionais; foi acadêmico na mesma Faculdade e lecionou em várias universidades privadas. Ministra cursos de Cultura Circense no Centro Nacional das Artes...
(+) todos os artigos deste colunista
     
junior_pq   Junior Perim Rio de Janeiro/RJ
Fundador e coordenador executivo do Crescer e Viver.
www.crescereviver.org.br
(+) todos os artigos deste colunista
     
Sem título  

Lafayette Teixeira   Pará de Minas/MG

Jornalista da cidade mineira de Pará de Minas, terra natal do saudoso palhaço Benjamim de Oliveira. Lafayette já atuou em diversos meios de comunicação, como jornais e portal de notícias. Atualmente, trabalha com Assessoria de Comunicação para Artistas e Eventos, divulgando vários cantores, bandas, e festivais de todo o Brasil. Apaixonado pela história de Benjamim, é um grande incentivador e divulgador das mais diversas formas de homenagens ao artista.

     
salo col   Leo Salo Rio de Janeiro/RJ
Coordenador do Coletivo Experimentalismo Brabo, Leo Salo é Mestre em Ciências, com ênfase em Informação e Comunicação em Saúde e Palhaço. Possui 6 anos de experiência com palhaçaria para a terceira idade. Atuou em diversas unidades da Fundação Oswaldo Cruz, onde lecionou, e coordenou cursos e projetos para territórios favelizados.  ebrabo.wordpress.com/
     
rossini-colunista-   Mágico Rossini Belo Horizonte/MG
Mágico (quarta geração em sua família). Artista profissional. Atua em espetáculos solo e através das trupes Companhia Mhagix e Família Rossini. Pesquisador e professor de arte mágica. Bacharel em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro e membro titular do Colegiado Setorial de Circo integrado ao Conselho Nacional de Política Cultural do Ministério da Cultura.
(+) todos os artigos deste colunista
     
bortoleto   Marco Antonio Coelho Bortoleto Campinas/SP
Professor da Faculdade de Educação Física da UNICAMP, coordenador do Grupo de Estudo e Pesquisa das Artes Circenses (Circus), desenvolve pesquisas na área pedagógica (processos pedagógicos, segurança, jogos) e tecnológica das práticas circenses. Organizador do livro "Introdução a pedagogia das atividades circenses" Ed. Fontoura, 2008. Parceiro do Departamento de Casting do Cirque du Soleil na área de acróbatas e ginastas.www.bortoleto.comCircusProjeto Circo na Escola
(+) todos os artigos deste colunista
     
marcos_cruz   Marcos da Cruz Alves SiqueiraParanavaí/PR
Graduando em História pela UNESPAR/FAFIPA de Paranavaí, Diretor da Cia. do Circo de Paranavaí, coordenador da Oficina de circo da Casa da Cultura Carlos Drummond de Andrade e Professor de atividades circenses do Colégio Mun. Ilda Campano Santini.

(+) todos os artigos deste colunista
     
marlene_pq   Marlene Olimpia Querubin São Paulo/SP
Marlene Olimpia Querubin, empresária/proprietária do Circo Spacial, fundadora da Academia Brasileira de Circo e Vice -Presidente da UBCI- União Brasileira de Circos Itinerantes.
www.circospacial.com.br • www.ubci.com.br
(+) todos os artigos deste colunista
     
paco pacolmo  

Paco Pacolmo Espanha

Paco Pacolmo, como Payaso y como Compañía, nace a principios de los años 90 del siglo pasado.Con antecedentes familiares se sabe que su bisabuelo, como director de su propia compañía, ponía en cartel obras de clásicos españoles a principios del siglo XX.
Paco Pacolmo da sus primeros pasos en los pioneros encuentros de malabaristas en España, gestándose lo que seria el germen de todo un movimiento de Circo, y de su fusión con el teatro, adquiriendo una formación en el ámbito de los juegos malabares, los equilibrios, las cachetadas, la manipulación de objetos......, que aun hoy dia están presentes en sus espectáculos.
En su evolución como artista ha tenido especial relevancia el lenguaje gestual, sobre todo de la mano de el discípulo de Marcel Marso, Jose Piris, www.escuelanoveaucolombier.com, el trabajo del Clown desde el placer de la mano de Pepa Díaz Meco, portadora entre otros de la pedagogía de Jacques Lecoq, Antonio Benítez, “Antolio”, gran Malabarista, pedagogo de Circo, y formador en la especialidad de Circo Social.
A lo largo de su carrera ha compaginado las labores de productor, director y programador de festivales, historiador y conferenciante, pedagogo especialista en Clown y bufón, creador artístico, con la vida en el campo muy cercana a la autosuficiencia.
Actualmente sus trabajos se centran en proyectos internacionales de carácter humanitario, en la maduración de una pedagogía propia sobre el Clown, tanto a nivel escénico, como de crecimiento personal. www.pacolmoteatro.com
     
Pantalhaços   Pantalhaços - V Mostra de Palhaços do Pantanal Campo Grande/MS
V Mostra de Palhaços do Pantanal - Pantalhaços, de 19 a 23 de novembro de 2014, em Campo Grande - MS. Coodenação Geral: Mauro Guimarães e Anderson Lima.  http://pantalhacos.blogspot.com.br
 
     
maku_colunista   Payasa Maku Jarrak Buenos Aires/Argentina
La Payasa Maku Jarrak se inicio como artistas de calle, haciendo comicidad y malabares de manera autodidacta. Formandose durante más de una década en las plazas y varietés de la ciudad de Buenos Aires , en las pistas del Circo Vachi legendario circo de verano Argentino.
Con sus excéntricas habilidades, y  su comunicación fresca y desenfadada esta joven y experimentada payasa supo ganar el reconocimiento del público y pares dándole presencia y relevancia al unipersonal femenino en festivales de payasos, circo y teatro de Sudamerica y Europa.
www.makujarrak.com.ar  (+) todos os artigos deste colunista
     
chaco_colunista   Payaso Chacovachi Buenos Aires/Argentina
Payaso por naturaleza,  tercermundista por eleccion. Lo que mas destacado de su 28 años de trayecctoria fueron sus 16 años como payaso de una plaza publica en Buenos Aires  ( del 87 al 2003 ), con un trabajo absolutamente libre y soberano , inpirado en las nesecidades humanas ,  generando una ola de artistas callejeros ,  transformando la cultura popular.
Definicion de cultura (segun yo): constubres de los pueblos.
www.chacovachi.com
(+) todos os artigos deste colunista
     
pilarkelcey

 

Pilar Ho Marín e Kelcey Johnson  Costa Rica
Pilar Ho Marín es periodista con estudios en economía, graduada de la Universidad Nacional Autónoma de Honduras, especialista en Cultura de Paz y Derecho Internacional Humanitario de la Pontificia Universidad Javeriana Cali en Colombia, con experiencia profesional en asistencia en la elaboración y promoción de proyectos con enfoque en derechos humanos, socioeconómicos y culturales-artísticos. Paralelo a su evolución profesional, ha desarrollado capacidades en la danza contemporánea y la fotografía artística.

Kelcey Johnson es relacionista internacional con estudios en historia, antropología y ciencias políticas y económicas, graduada del Florida State University, especialista en proyectos de cooperación internacional de la Universidad Nacional de Costa Rica con experiencia profesional en proyectos de desarrollo sostenible y cultura. Paralelo a ello, está involucrada en las artes escénicas, específicamente en artes circenses desde el 2006.

Actualmente (diciembre 2013) ambas forman parte de la junta directiva de la Asociación Cultural Arte y Circo (ASOCARTE).
(+) todos os artigos deste colunista

     
Robson mol   Robson Mol   Salvador/BA
Fundador e diretor da Trupeniquim - Cia de Circo e da Cadena Produções. Fez parte da diretoria da Cooperativa de Circenses da Bahia e faz parte da Conexão de Trupes de Circo do Nordeste. Realizou pesquisas sobre o Circo em suas (co)relações com a Sociedade. Atualmente, está engajado na criação da ProduCirco - Rede Brasileira de Produtores de Circo e tem contribuído na construção de políticas públicas para o Circo tanto em nível Federal quanto Estadual. 
     
rodrigo_pq   Rodrigo Matheus São Paulo/SP
Rodrigo Matheus foi trapezista, de vôos, principalmente. E volante! É também ator, professor, diretor de espetáculos que misturam circo e teatro. Já trabalhou como palhaço, malabarista, pirofagista, acrobata, bilheteiro, iluminador, produtor, contra regra. É diretor do Circo Mínimo e co-diretor do CEFAC, Centro de Formação Profissional em Artes Circenses – SP. Foi o idealizador da Central do Circo. Atuou e dirigiu espetáculos no Brasil, Inglaterra, França, Austrália, Alemanha, México, Colômbia e Argentina, entre outros. www.circominimo.com.br. (+) todos os artigos deste colunista
     
robleno_pq   Rodrigo Robleño Betim/MG
É agente cultural e artista cênico, principalmente palhaço. Trabalha com teatro, circo, circo-teatro e bonecos. Conhecido como o palhaço "Viralata", participou de grupos de destaque, como Armatrux e Cirque du Soleil (Espetáculo "Varekai"). Atualmente se dedica a pesquisa do trabalho claunesco e acompanha os movimentos ligados ao trabalho do palhaço, Circo Social, Escolas de Circo e políticas públicas relacionadas com arte e cultura.
www.mundoclown.com.br.
(+) todos os artigos deste colunista
     
sileda_jacques_pq   Sileda Franklin e Jacques Antunes Fortaleza/CE
Silêda Franklin - gestora cultural, pós graduada pela Universidade Estadual do Ceará; funcionária pública da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará - SECULT; atualmente Diretora Administrativa do Theatro José de Alencar junto com Izabel Gurgel, mantido pelo Governo do Estado. Jacques Antunes - 25 anos de profissão fotógrafo, autor do livro Circo – Eterno tráfego de vida e sonho (no prelo); detentor de prêmios no Ceará como o 1º lugar do salão de Abril em 1988 e no Brasil com menção honrosa no concurso nacional sobre aleitamento materno. 
(+) todos os artigos deste colunista
     
Silvia-Mellocolu   Silvia Mello São Paulo/SP
Sílvia Mello é jornalista, formada pela Cásper Líbero, pós-graduada em Gestão de Projetos Culturais, pela ECA-USP e em Jornalismo Literário, pela ABJL. Pesquisa a arte circense desde 2007 e foi contemplada com a Bolsa Funarte de Incentivo à Pesquisa da Arte Circense – 2008, com o projeto O Circo, um Caleidoscópio.
(+) todos os artigos deste colunista
     
teresinha   Terezinha Pereira Pará de Minas/MG
Professora, contadora de histórias, escritora, membro da Academia de Letras de Pará de Minas/MG - Brasil, onde reside. Costuma dizer que seu gosto pela leitura e pela escrita foi influenciado pelo pai, que gostava de comprar livros de histórias, por dona Amélia, uma de suas professora do curso primário e por todos os autores que a encantaram com seus textos, desde que aprendeu a ler, aos 6 anos de idade. Começou a escrever em 1988. Publicou quatro livros: "Em confidência", romance, Belo Horizonte: Mazza , 2000; "A última folha", tradução, São Paulo: Cone Sul, 2001 e "Se uma pianista numa noite branca...", contos, Pará de Minas: Academia de Letras de Pará de Minas/Jornal Diário, 2004, "Contemplação", contos, Itaúna, 2005. Tem contos em antologias ou coletâneas publicadas no Brasil, Uruguai, Portugal e Itália, diversos desses premiados, além de trabalhos publicados em revistas de Academias de Letras, Revista Pedagógica e revista Estilo, de Pará de Minas e também em espaços virtuais.

(+) todos os artigos deste colunista
     
tiago   Tiago Gonçalves Campinas/SP
Formado em Jornalismo (PUC-Campinas) e Artes Dramáticas (Conservatório Carlos Gomes), com Pós-Graduação em Jornalismo Literário (Associação Brasileira de Jornalismo Literário) e Especialização em Circo-Teatro e na obra caipira de Mazzaropi, o jornalista Tiago Gonçalves integra o Programa de Mestrado da Pós-Graduação em Artes da Cena, do Instituto de Artes (IA), da Unicamp. O profissional tem 8 anos de experiência dedicados à cobertura de Cultura (repórter, editor e crítico). Isso sem mencionar as passagens pelas editorias de Cidades, Variedades, Esporte, e nas áreas de Comunicação Empresarial e Assessoria de Imprensa. Ao longo da carreira, atuou nos veículos Gazeta do Cambuí, Diário do Povo e Correio Popular (veículos da Rede Anhanguera de Comunicação), bem como EPTV.com e G1 Campinas. Como repórter-colaborador, escreveu para revistas, entre as quais Viola Caipira, National Geographic e Terra da Gente (editada pela EPTV, afiliada da Rede Globo). Em 2012, recebeu o Prêmio Fundação Feac de Jornalismo na categoria House Organ pela reportagem Acalanto para educar o amanhã, publicada no informativo Acontece (Sanasa). Em 2013, conquistou novamente o Prêmio Fundação Feac de Jornalismo na categoria House Organ com a reportagem Jardineiros dos Saberes, publicada na revista EatoNews (Eaton Mogi Mirim). Em 2014, atuou como consultor circense do longa-metragem O Crime da Cabra, de Ariane Porto, protagonizado por Lima Duarte. Atualmente, integra o quadro de profissionais da Conexo Comunicação Empresarial e o corpo de colunistas do Portal Circense Circonteúdo. Contato: tjgoncalvess@gmail.com
(+) todos os artigos deste colunista
     
williams   Williams Sant'Anna Recife/PE
Palhaço, encenador, mestre de cerimônias e pesquisador. Para Williams, o teatro, o circo e a dança começaram de forma integrada, sem dinstinção desde muito pequeno, na década de 1970: foi no Picadeiro do Circo Alakazam que ele se apresentou pela primeira vez, com uma trupe de circo popular do município de Camaragibe. Em 1998 assumiu de vez o personagem Chicó, em paralelo ao trabalho de pesquisa centrado no circo itinerante e nas políticas públicas voltadas ao setor.
o longo de sua carreira, Williams Sant’Anna fez parte do Grupo de Teatro Quá Quá Quá (1977 a 1980), Centro Carcará, Circo Mágico Alakazam, Circo Barcelona, Trupe Circenses Irmãos Santana, Circo da Trindade, Trupe Cara & Coragem e Cia. 2 em Cena.
   
     
 circovol   VI CIRCOVOLANTE - Mariana - MG  Mariana/MG
Apesar do clichê de que o circo está morrendo, a experiência do dia-a-dia prova o contrário. A arte circense se renova o tempo todo, reinventando seus espaços, e um exemplo disso é a manutenção, há 13 anos, do CIRCOVOLANTE em Mariana, no interior de MG. Palhaços, cômicos, bufões, músicos, brincantes, percorrem as estradas desse Brasil. 
O Circovolante é uma combinação de labor circense com a divulgação dessa arte milenar. Nos últimos cinco anos, passou por importantes Encontros de Palhaços e se apresentou em sete estados brasileiros, somente a turnê do espetáculo “Nos Caminhos do Circo” passou por 26 cidades em Minas e no Espírito Santo.
Os palhacos Xinxin e Juaneto (juntos há 20 anos) percorrem ruas, escolas, praças, teatros e empresas de todo o Brasil, realizando apresentações e ministrando oficinas em festivais. Têm em seu repertório vários números de palhaço (criados a partir de improvisações), o cortejo circense-musical “Samba no Pé-de-moleque”, e vários quadros cômicos destinados a campanhas educativas e empresariais.
     
     
     
     
     
     
     
     
 
Painel de entrevistas

jose_rubens_peq
José Rubens
Thumb_lily
Lily Curcio
thumb_chacovachi
Payaso Chacovachi
Argentina
thumb_muralla
Teatro la Muralla
Equador
thumb_museo
Teatromuseo
Chile





Erminia em entrevista no Jô

(+) entrevista na íntegra

Parceiros

As Marias da Graça (Rio de Janeiro - RJ)
Centro de Memória do Circo (São Paulo - SP)
El Circense (Buenos Aires - Argentina)
Encontro de Bastidor (Brasília - DF)
Escola Nacional de Circo (Rio de Janeiro - RJ)
Instituto de Ecocidadania Juriti (Juazeiro do Norte - CE)
Intrépida Trupe (Rio de Janeiro - RJ)
Panis & Circus (São Paulo - SP)
Teatro de Anônimo (Rio de Janeiro - RJ)